Saltar para o conteúdo principal

Estilos musicais

Procurar
Home page
O meu Blog
A minha página
A "minha" Escola
Wikispaces
Jogos
SlideShow
Jogos flash
Livros Musicais & Companhia
Ver, ouvir e rir
Nacional & Bom
  

 Reggae

O Reggae é um estilo de música originário da Jamaica que surgiu nos anos 60. O seu ritmo divide-se em dois géneros: o “roots reggae” (o reggae original) e o “dancehall reggae” este originário da década de 70.

O nome Reggae surgiu por causa do som que faz na guitarra. O “re” representa o movimento descendente e o “gae” o movimento ascendente.

        O Reggae está associado ao movimento rastafari e as temáticas usuais estão ligadas a este movimento mas também ao amor e crítica social.

 Salsa

            A Salsa resulta da fusão de ritmos afro-caribenhos (o son montuno, o mambo e a rumba) com a bomba e a plena porto-riquenhas.

            Este género musical nasceu em Cuba por volta dos anos 60 e é uma espécie de adaptação do mambo da década de 50. No entanto, também foi influenciado pelo merengue da República Dominicana, pelo calipso de Trinidad e Tobago, pela cumbia colombiana, pelo rock norte-americano e pelo reggae jamaicano. A sua dança é caracterizada pelo compasso quaternário.

            Salsa, em castelhano, significa “tempero” e a adopção do nome para este estilo musical foi para transmitir a ideia de uma música com sabor.

 Zouk

O Zouk – que significa festa - é um estilo musical originário das Antilhas. É uma dança com uma coreografia simples e pobremente elaborada. Apesar da sua origem ser nas Antilhas, está presente em vários ritmos brasileiros e sempre teve grande influência na região do norte do Brasil.

Este género musical tem uma forte presença nos P.A.L.O.P. – Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Nos países de expressão francesa o Zouk é cantado em crioulo.

 Gospel

     Com o desenvolvimento e expansão dos espirituais negros nas igrejas cristãs, surgiu o denominado Gospel. Este género musical tem as suas raízes no canto colectivo praticado nas igrejas pelos escravos africanos e fundiu-se nos cantos evangélicos norte-americanos passando a ser caracterizado pelas suas acentuações muito específicas.

 Espirituais negros

Nas igrejas dos negros cantavam-se espirituais negros em que o solista cantava um versículo de um salmo ao qual a assistência respondia com um outro.

O Espiritual negro é um canto de origem folclórica, a sua forma baseia-se no esquema pergunta-resposta. Teve a sua origem em finais do século XIX e desenvolveu-se no início do século XX. Deu origem a harmonizações corais que os transformaram em peças muito apreciadas e consideradas, fazendo hoje parte do espólio musical norte-americano.

 Jazz

O Jazz é um estilo musical que tem as suas origens e desenvolvimento nos Estados Unidos da América. Surgiu no virar do século XIX para o século XX e desenvolveu-se muito depois da 1ª guerra mundial.

O Jazz tem exercido uma grande influência na música clássica mas ainda é maior a sua influência na música Pop. A banda de Jazz, quer seja constituída por um trompetista e um guitarrista quer seja uma grande orquestra, tem tido sempre as mesmas características:

         - vive da improvisação constante dos instrumentistas que, quer a solo quer em

grupo,  inventam música em conjunto;

         - a música é muito sincopada. Tem síncopas e acentuações inesperadas.

 Disco

       A música disco (também conhecida em inglês disco music ou em francês discothèque) é um estilo musical e de dança criado no início dos anos 70, principalmente a partir de de estilos como o funk, soul e a salsa. Inicialmente, popularizou-se entre latino-americanos e negros nas grandes cidades norte-americanas. O seu nome deriva da palavra francesa discothèque, que denotava um clube nocturno ou boite com música tocada em discos em vez de bandas ao vivo, algo excepcional nessa época. O nome "disco music" passou a abranger as variedades mais aceleradas e dançantes do soul e do funk, com alguma influência do pop e da salsa.

 Hip hop

O Hip-hop é um movimento cultural iniciado no final da década de 1960 nos Estados Unidos como forma de reacção aos conflitos sociais e à violência sofrida pelas classes menos favorecidas da sociedade. É uma espécie de cultura das ruas, um movimento de reivindicação de espaço e voz das periferias, traduzido nas letras questionadoras e agressivas, no ritmo forte e intenso e nas imagens graffiti pelos muros das cidades. O hip hop, como movimento cultural, é composto por quatro manifestações artísticas principais: o canto do rap (sigla para rythm-and-poetry), a instrumentação dos Djs, a dança do break dance e a pintura do graffiti.

 Fado

 

O Fado é um género de canção portuguesa, com carácter melancólico e por vezes apaixonado. O Fado traduz uma mistura de sentimentos, saudade, tristeza e solidão.

Há diversos géneros de Fado: corrido, maior, menor, alexandrino, entre outros, consoante a música e o tipo de poema.

 

 Samba

 

O Samba é um género musical de canção popular em compasso 2/4 e andamento variado, surgido no Brasil no início do século XX.

Este género musical deu origem a uma dança cantada, com ritmos sincopados.

Os sambas mais conhecidos são os da Baía, Rio de Janeiro e São Paulo.

  RAP

O Rap nasceu em bailes realizados nas ruas da Jamaica, na década de 60 do século XX, com os Sound Systems. Esses  bailes serviam para o discurso dos toasters, que comentavam, nas suas intervenções assuntos como a violência e a situação política da Jamaica. Com a crise económica e social, no início da  década de 70 do século XX, muitos jamaicanos emigraram para os EUA, entre os quais o DJ Koll Herc, introduzindo em Nova Iorque a tradição dos Sound Systems e do canto falado, que se sofisticou com a invenção do scratch O primeiro disco de Rap de que se tem notícia, foi registrado em vinil, por volta de 1978, contendo a célebre “King Tim III” da banda Fatback.